noticias / VALE SÃO PATRÍCIO / Em Goianésia, militares de folga fazem mutirão para ajudar na construção de casa e tirar família de barraco de muro
VALE SÃO PATRÍCIO

Em Goianésia, militares de folga fazem mutirão para ajudar na construção de casa e tirar família de barraco de muro

Na cidade de Goianésia, com os termômetros beirando os 40º C, voluntários correm contra o tempo para tirar uma família de um barraco construído com pedras de muro e levantar uma nova casa, construída em um movimento sem cunho político, no Residencial Parque das Palmeiras, região oeste da cidade.

Na residência moram quatro pessoas, Maristela Rodrigues (funcionária pública municipal), suas duas filhas, e seu pai, que ainda enfrenta problemas de saúde. “Eu ganho um salário e pago R$ 580,00 de prestação de lote. Sem esta ajuda de voluntários não conseguiria realizar este sonho de ter uma casa digna”, argumentou entre lágrimas.

O barraco improvisado com pedras de muros foi a única maneira encontrada para que eles saíssem do aluguel, mas devido ele ter sido construído muito baixo, nesta época do ano o calor é insuportável, enquanto que na época das chuvas as goteiras tomam de conta. “Molha mais aqui dentro que lá fora”, brincou Maristela.

Diante das dificuldades enfrentadas, por algumas vezes ela tentou vender o lote e voltar para o aluguel, mas não conseguiu. Vendo o sofrimento da família, voluntários iniciaram um trabalho de arrecadação e aos poucos vem levantando uma casa com três quartos, sala, cozinha, banheiro, totalizando 70 m2. “O meu irmão, no dia de folga dele vem construindo a casa. O vice-prefeito Carlim me ajudou com muitos materiais. Várias outras pessoas têm me ajudado. Depois de 3 meses desta ação já vejo minha casa quase pronta”.

Cientes de que a casa deve ser concluída antes do período chuvoso, policiais militares fizeram ontem (16), um mutirão para contribuir com a família. Eles contrataram dois pedreiros, doaram materiais, e ainda “colocaram a mão na massa” fazendo o serviço de servente. “Tem policial aqui que trabalhou 24 horas seguidas e hoje, em seu dia de folga, está aqui dando sua parcela de contribuição. Contratamos dois pedreiros, tem um de nossos policiais que também é pedreiro, e outro que entende de obra. Os outros estão aqui de servente”, explicou Capitão Castro, coordenador do mutirão.

“Nos sensibilizamos com a família da Maristela. É uma mulher guerreira e muito trabalhadeira. Estamos aqui hoje em nosso dia de folga com este mutirão para dar nossa parcela de contribuição e aproveitamos para conclamar a população para também nos ajudar a concluir esta obra. Falta ainda alguns materiais e quem quiser colaborar pode vir doar aqui ou lá no quartel”, finalizou o Capitão.

A casa está sendo construída na Rua Jequitibá QD 03 LT 03, Parque das Palmeiras 2. As doações podem ser feitas no local ou no quartel da Polícia Militar localizado na Rua 21, esquina com a Rua 44, Bairro Dona Fíica.

Nos próximos dias os militares estarão vendendo uma rifa de um par de alianças doado especificamente para arrecadar fundos para a construção. O valor da rifa será apenas R$ 10.

...