noticias / VALE SÃO PATRÍCIO / Cooper-Rubi ajuda jovens a encontrarem espaço no mercado de trabalho
VALE SÃO PATRÍCIO

Cooper-Rubi ajuda jovens a encontrarem espaço no mercado de trabalho

No Brasil, em 2018, a taxa de desemprego entre os jovens foi de 26%, segundo a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad). A falta de oportunidade e qualificação são algumas das barreiras encontradas, principalmente para aqueles que moram nas cidades do interior.  Assim, a conquista do primeiro emprego é quase sempre um desafio para os jovens. A Cooper-Rubi sabe disso e procura sempre colaborar com a comunidade. Neste sentido, a empresa participa do programa Jovem Aprendiz e emprega 66 jovens, com idade entre 15 e 22 anos, que desenvolvem atividades na área administrativa.

 

Exemplos

Muitas vezes a experiência de um ano e quatro meses do jovem neste Programa se transforma em contratação. Tainara Lima, de 20 anos, é um exemplo. Hoje, ela faz faculdade de química e é auxiliar administrativo na Cooper-Rubi, mas foi Jovem Aprendiz por aproximadamente dois anos. Ela ressalta a importância deste período de aprendizado na empresa e diz que essa oportunidade mudou para melhor a vida dela, “tive uma grande oportunidade e sinto meu crescimento profissional diariamente. A empresa, por meio do programa, me possibilitou investir no meu futuro”.

Outro exemplo é o estudante de direito Igor Belisário, de 19 anos. Ele soube aproveitar a oportunidade. Depois de um ano participando do Programa Jovem Aprendiz foi contratado pela usina. Igor acredita que o crescimento pessoal foi em todas as áreas e que tudo mudou quando conquistou um emprego.  “O crescimento veio com a oportunidade que tive. Participei do programa e cresci desde o início, com os cursos profissionalizantes sinto meu desenvolvimento a cada dia”, conta.

De acordo com SBetânia Brito, supervisora de RH da Cooper-Rubi, “a participação dos Jovens Aprendizes permite que a empresa contribua socialmente, oferecendo um crescimento educacional e profissional aos jovens da região. O programa permite a capacitação e melhoria das habilidades dos jovens para as futuras contratações”.

 

Lei da Aprendizagem

A Lei da Aprendizagem define que empresas com mais de sete funcionários preencham entre 5% e 15% do seu quadro com jovens de 14 a 24 anos, que estejam matriculados no Ensino Fundamental ou Médio, ou ainda que já tenham concluído o Ensino Médio.

...