noticias / VALE SÃO PATRÍCIO / Presidente da Câmara de Ceres, presta contas do semestre à população
VALE SÃO PATRÍCIO

Presidente da Câmara de Ceres, presta contas do semestre à população

Na noite do dia 27 de junho, ocorreu a 5ª Sessão ordinária do mês de junho, e o presidente da Câmara Municipal de Ceres, vereador Cleidson Alves Pequeno, prestou contas dos trabalhos realizados no primeiro semestre de 2018 e questionou veracidade no profissionalismo da imprensa local, repudiando a falta de profissionalismo e a pressão publicitária para extorquir dinheiro público da Casa.

Em sua prestação de contas aos vereadores e a população, mostra que a Câmara Municipal devolveu mensalmente o duodécimo à Prefeitura Municipal alcançando o valor de R$ 270.000,00 para que fosse destinados em benefícios da população por meio do Poder Executivo. Frente aos percalço das chuvas ocorrido neste ano e o aparecimento de transtornos no prédio, a necessidade de restaurar telhas, calhas, aumentar a vazão de água existente por cima do plenário com troca de tubulações no prédio; a substituição de ar condicionado no plenário; substituição de tubulações antigas, caixa d´ água; a colocação de rack minimizando fios de internet, telefone e computadores. Ainda a aquisição de computadores para as salas dos vereadores a fim de viabilizar um atendimento de melhor qualidade à população ceresina.

Na ocasião, comentou sobre matérias que vem sendo publicadas pelo site local, demostrando indignado e não acordar a pressões jornalísticas com interesses extorsivos. Apoiado pelos demais edis, criticou o informativo como oportunista, sem ética e despreparado profissionalmente, buscando se alto favorecer pessoalmente com o dinheiro público. “É muito bom fazer parte de um legislativo onde existe cinco ex-presidentes. Aprendemos muito com eles e suas experiências” (...) “tem parte da imprensa que tenta nos difamar, usando o meu nome, tentando nos caluniar. Como representante da Câmara, falo em nome de todos, onde vou, sou apresentado como representante de todos, presidente da Câmara de Ceres, dez vereadores e uma vereadora com muito orgulho. Infelizmente somos julgados, caluniados por alguém que busca o interesse próprio” (...) “não pagamos por divulgação promocional, mas para levar a população o que acontece nessa casa de leis; os boletins informativos; as leis aprovadas. É isso que a gente paga para a imprensa” (...) “Hoje quero me referir nessa “fala”, nesse pronunciamento ao Jornal em Foco e seu representante, Wander Qualhate Batista, que vem sempre colocando matérias desagradáveis, colocando matérias frisando à minha pessoa, dando alusão a minha imagem” (...) “não é qualquer matéria que me abate ou me faça mudar o meu ponto de vista” (...) “Frente a essas notícias começamos a receber tentativas de extorsão” (...) “eu quero dizer a população ceresina e todos que nos ouve nesse momento, tem pessoas ai que se dizem fiscal da lei. Que estão ajudando a fiscalizar, publicando leis que são de fiscalizar o dinheiro público, mas essas mesmas pessoas, fazem isso tentando extorquir o dinheiro público...” (...) defendeu o presidente Cleidson Alves.


Com apoio ao presidente, o vereador Reiller Seabra foi solidário, repudiando os excessos oferecidos ao mesmo em 2013 quando ainda presidente da casa e também em 2016, estando com seu caso no momento judicializado.

Simone Oliveira, vereadora lembrou importância da mídia, mas foi solidária ao presidente dizendo ser honrosa na função em que representa a população, firmando não serem bandidos. Serem eleitos pelo povo e merecedores de respeito.

Gaspar José, vereador, firmou estar acompanhado o trabalho ilibado do presidente, cobrando respeito do informante do veículo de informação que segundo ele se acha o dono da razão, negando ter feito ameaças conforme publicação mencionando seu nome.
O vereador Edmilson Borges firmou ter o dever cumprido dentro da casa, lamentando o ocorrido que já acontece desde outrora quando foi ainda presidente do legislativo.
Por último orador vereador Jairo José, após parabeniza-lo pelos préstimos a casa e a população em seu ofício, elogiou sobre os trabalhos no prédio físico e os trabalhos da casa; lembrou uma luta para se defender de um processo de Janeiro a outubro onde era inocente, sem ter nada que o desabonasse. “Essa parte da imprensa que fala, são pessoas que não acompanham aqui na Câmara durante o dia. Não tiram fotos dos vereadores atendendo, só querem denegrir a imagem da Câmara quando não beneficiados com o dinheiro público, o que não condiz com esses vereadores dessa casa”(...), enfatizou.

...