noticias / SAÚDE / Veja as dicas de Saúde, por Fabiano Santana Moura
SAÚDE

Veja as dicas de Saúde, por Fabiano Santana Moura

Porque minha rinite piorou na quarentena?

Nos últimos dias essa pergunta tem sido frequente no meu consultório. Qual será a relação entre rinite e quarentena? Sim, existe uma lógica nisso.

A rinite alérgica ou alergia no nariz é uma hipersensibilidade aos alérgenos. Os alérgenos mais comumente são: ácaros (presentes na poeira, em bichos de pelúcia), esporos de fungos, cigarro, pólen, pelos de cachorro e gato, baratas, odores fortes (perfumes, produtos de beleza, produtos de limpeza), poluição atmosférica (carros, indústrias, queimadas no campo), ar condicionado, mudanças climáticas e/ou de temperatura ambiental, fatores decorrentes do trabalho (limalha de ferro, serragem, gasolina, solventes, tecelagem, pó de giz, tintas e vernizes) etc. Esses alérgenos estão fora do corpo e, quando entram no corpo, geram as reações.

Para um simples e pequeno grão de poeira, o nariz:

  • gera crises intensas e repetidas de espirros, podendo espirrar dez ou mais vezes seguidas e permanecer com crises o dia todo.
  • produz coriza intensa e persistente: o nariz escorre o tempo todo, o dia todo.
  • apresenta coceira, levando a mão constantemente ao nariz e gerando um trauma grande. Algumas pessoas coçam tanto o nariz que ficam com uma marca horizontal nele.
  • entope o tempo todo, especialmente de noite, levando a um desconforto intenso.

Então, daí dá para se entender que a rinite alérgica é uma reação desproporcional aumentada ao estímulo externo. Não haveria necessidade de tanta reação a um simples grão de poeira, mas o corpo reage demais.

Naturalmente os pacientes têm diferentes reações aos diferentes estímulos. Alguns reagem mais à poeira, outros ao cigarro. Alguns não têm sensibilidade ao ar condicionado, mas não podem chegar perto de alguém com perfume forte. No entanto, geralmente os pacientes são hipersensíveis a diversos estímulos ao mesmo tempo. Raramente o paciente tem rinite alérgica desencadeada somente a um tipo de estímulo.

Na quarentena, estamos passando mais tempo em casa, certo? Mais tempo no sofá, onde se acumula muita poeira. Fazendo aquela faxina na casa, usando produtos de limpeza com cheiros fortes, mexendo em dispensas e armários cheios de poeira. Por isso observamos uma piora da rinite na quarentena.

Além disso, tem a questão da mudança da temperatura. Estamos no outono, um clima mais frio e menos úmido que a estação que o antecede, o verão. Assim, os pacientes que já têm o nariz inflamado devido à poeira, acabam piorando essa inflamação com o clima frio.

Fica aqui uma dica! Se for dar aquela faxina na casa, procure um otorrino para tratar sua rinite. Ah! E não confunda os sintomas da rinite com o da Covid! A rinite é apenas uma inflamação SEM infecção. Já a Covid é uma inflamação COM infecção.

Essas são as dicas do Dr. Fabiano Santana Moura. Otorrinolaringologista. Atende no Centro Clínico e Diagnóstico São Pio X. Telefone: 3307-1505. Whatsapp (62) 9962-6052

Jornal do Vale, desde 1975 - www.jornaldovale.com

Quem compara lê o JV, desde 1975 - Um jornal a serviço da nossa região

Siga nosso Instagram - @jornaldovale_ceres

...