noticias / PRIMEIRA LEITURA / Goianésia: Após vitória no TRE, Renato de Castro é recepcionado na prefeitura
PRIMEIRA LEITURA

Goianésia: Após vitória no TRE, Renato de Castro é recepcionado na prefeitura

Na tarde de ontem (31), o prefeito Renato de Castro foi recepcionado na Prefeitura de Goianésia onde foi reafirmado como prefeito da cidade após massacrante vitória no Tribunal Regional Eleitoral (TRE). Por 5 votos a 1, os juízes do TER derrubaram a decisão da Justiça Eleitoral de Goianésia de cassar o mandato de Renato.

Ao som das músicas que embalaram sua campanha em 2016, o prefeito foi recepcionado por funcionários públicos, vereadores, amigos, familiares, sociedade em geral e correligionários do PMDB, partido pelo qual foi eleito.

Para Renato de Castro, a vitória junto ao TRE traz a tranquilidade que seu governo estava precisando, uma vez que ele enfrentava este problema mesmo antes de ser empossado em janeiro de 2016, e um aumento de responsabilidade. “Um mandato conferido nas urnas, mas que o TRE, o colegiado estudou bastante o processo e viram as provas e nos absolveram. Isto aí é motivo de muita alegria pra gente e aumento de responsabilidade. Temos agora que seguir trabalhando e trabalhar mais. Agora, sem processo, responsabilidade maior ainda e vamos trabalhar cada vez mais pela cidade”.

O prefeito explicou ainda que como agora o governo tem data para terminar (dezembro de 2020), o trabalho será executado com mais tranquilidade, além de auxiliar ainda mais em sua gestão. Empresas que antes não queriam vir executar serviços em Goianésia, agora com esta definição, com certeza irão querer vir.

Vale ressaltar que nos próximos dias ou meses, Renato de Castro deverá enfrentar outra batalha para defender o seu mandato, desta vez, na Câmara Municipal onde foi instaurada uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investiga a realização da primeira edição do Goianésia Mix, no entanto, Renato diz que vê esta CPI de uma forma muito natural porque faz parte do trabalho do vereador em fiscalizar o prefeito. A Câmara de Vereadores ainda não divulgou a data de votação da CPI.

...