noticias / PLANTÃO POLICIAL / Carmo do Rio Verde: GPT recupera carga roubada de carne e realiza prisão dos suspeitos
PLANTÃO POLICIAL

Carmo do Rio Verde: GPT recupera carga roubada de carne e realiza prisão dos suspeitos

A equipe de GPT Bravo, em patrulhamento ontem (10), recebeu uma ligação anônima, sendo informada de um caminhão suspeito parado às margens do Rio Verde, em Carmo do Rio Verde.

Desta forma, a equipe deslocou até o local para averiguação e ali avistaram um caminhão baú parado. O proprietário, Sancher José da Silva, se recusou a fornecer qualquer tipo de informação. Os militares após consultarem o veículo no sistema MPortal, constaram que o número do chassi não batia com o da placa, sendo constatado também ser produto de roubo na cidade de Itumbiara.

No interior do baú do caminhão, foi encontrada uma carga de carne bovina, do frigorífico Boa Vista Alimentos Ltda., estabelecido em Goianira. Em contato com o proprietário do caminhão frigorífico, o mesmo informou ter sido roubado em um posto de gasolina, na rodovia BR-153, próximo a Itumbiara.

Em continuidade à operação, na fazenda, a equipe voltaram a indagar o proprietário a respeito do caminhão. Sancher então franqueou a entrada da equipe em sua casa, onde foi encontrada uma espingarda cartucheira calibre 36, qual era de propriedade do mesmo. No interior de um freezer foi encontrada parte da carga do caminhão, que Sancher, segundo ele, poderia ter sido trazida pelo seu filho Edvaldo Alves da Silva e que levaria a equipe até onde ele se encontrava.

A guarnição deslocou até o local indicado que fica na Fazenda Rabelo, região do Alegrete no município de Ceres. No local foram abordados todos que ali estavam, inclusive Edvaldo, que ao ser indagado sobre o caminhão, confessou saber que tanto o caminhão quanto a carga seria produto de roubo e que a carne encontrada no freezer era parte da carga do caminhão.

Conforme a polícia, no local foi encontrado um rifle calibre 22 n° 0633 com 17 munições do respectivo calibre intactas. Em decorrência dos fatos, os três suspeitos foram levados ao Hospital Municipal de Carmo do Rio Verde para realização do relatório médico e logo após para Delegacia de Polícia Civil de Ceres para os procedimentos de praxe.

O nome do terceiro envolvido foi identificado como Eduardo Alves da Silva.

...