noticias / PLANTÃO POLICIAL / Seis empresas suspeitas de fraudarem energia elétrica são autuadas pela Polícia Civil
PLANTÃO POLICIAL

Seis empresas suspeitas de fraudarem energia elétrica são autuadas pela Polícia Civil

Seis empresas de grande porte de Goiás foram flagradas pela Polícia Civil fraudando a conta de energia elétrica. De acordo com a Enel, em apenas um ano, a fraude cometida por estas empresas somou um prejuízo superior a R$ 130 milhões à operadora.

A ação desencadeada pela Enel Goiás junto a equipes da Deic, aconteceu em Goiânia, Senador Canedo, Anápolis, e Formosa. “Nesta primeira etapa nós visitamos 10 empresas, e constatamos irregularidades em seis delas, todas de grande porte”, relatou o delegado Ivaldo Gomes de Mendonça, adjunto da Deic, e responsável pelas investigações.

As adulterações, segundo o delegado, eram sofisticadas, e iam, desde a modificação no cabeamento, até a instalação de equipamentos usados para alterar os medidores. Nesta primeira etapa, ninguém foi preso em flagrante.

“Como são empresas grandes, a maioria dos donos tem sócios e gerentes, então optamos por ouvir todos, para, posteriormente, identificarmos e indiciarmos os responsáveis”, concluiu Ivaldo Gomes. O crime pelo qual responderão, segundo o delegado, é furto qualificado pelo rompimento de obstáculos, e a pena de reclusão pode chegar a até oito anos.

A energia sonegada pelas empresas, segundo a Enel Goiás, daria para abastecer Goiânia durante um mês e meio.

...