noticias / ESTADO / Mobilização pede retomada de atendimentos na maternidade Dona Iris
ESTADO

Mobilização pede retomada de atendimentos na maternidade Dona Iris

Mobilização na manhã de hoje (8), na porta da Maternidade Dona Iris, na Vila Redenção em Goiânia, pede a retomada dos atendimentos, reduzidos desde o mês passado por falta de repasse de verba. O encontro, especialmente de mulheres, cobra da Prefeitura e da direção da unidade, transparência sobre como as pacientes deverão ter seus tratamentos continuados.

O encontro contou especialmente com mulheres que querem alertar a sociedade sobre os prejuízos que a interrupção de alguns tratamentos pode trazer. A diretora da Associação Goiana de Doulas, Michelle Oliveira destaca que não é só o parto que pode ser prejudicado. “Dezenas de pessoas podem ficar sem acompanhamento psicológico, contra o câncer, e outros que eram oferecidos aqui”.

As participantes do manifesto se reuniram, conversaram com as pessoas que passavam na porta da unidade de saúde e informavam sobre a mobilização. Elas colheram assinaturas e escreveram uma carta, que foi entregue à direção da unidade. No documento, listaram os motivos da reunião e a preocupação com os prejuízos que o sucateamento da maternidade pode trazer.

A direção da unidade foi procurada e informou que o hospital está funcionando normalmente dentro do que foi acordado pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS). Não há previsão para retomada dos atendimentos interrompidos, como por exemplo exames de ultrassom. Para funcionar normalmente, a unidade precisa de mais de R$ 4 milhões. Desde junho do ano passado, os repasses da prefeitura são, segundo a gestão da unidade, inconsistentes.

...