noticias / ESTADO / Nos 85 anos da AGI, André Marques é homenageado na Alego
ESTADO

Nos 85 anos da AGI, André Marques é homenageado na Alego

Desputado estadual Virmondes Cruvinel, homenageado André Marques, deputado presidente da Alego Lissauer Vieira e Valterli Leite Guedes presidente da AGI - Fotos: Carlos Costa

A Assembleia Legislativa do Estado de Goiás (Alego) realizou, na noite de ontem (10), sessão especial extraordinária em homenagem aos 85 anos da Associação Goiana de Imprensa (AGI). Proposta pelo deputado Virmondes Cruvinel (Cidadania), a solenidade é em reconhecimento aos serviços prestados pela AGI no desenvolvimento do Estado de Goiás, notadamente na área da comunicação. Ainda, foi concedido o Certificado de Honra ao Mérito Legislativo a 74 profissionais da imprensa goiana, dentre eles ao advogado, escritor, consultor, juiz do Tribunal de Ética e Disciplina (TED) da OAB-GO e jornalista André Marques que assina a coluna Primeira Leitura do JORNAL DO VALE que possui diversos artigos de opinião e jurídicos publicados em jornais de todos os Estados e do Distrito Federal, além de revistas e sites jurídicos.

André Marques disse que “sente muito honrado e feliz com a homenagem recebida e que não existe democracia que não tenha a tríade liberdade de expressão, de ir e vir e, especialmente, de imprensa. Isso porque, a imprensa livre é o pilar basilar de um Estado democrático de direito”, afirmou.

Virmondes Cruvinel inaugurou os discursos da tribuna, destacando a contribuição da imprensa na redemocratização do Brasil. O parlamentar frisou a importância de resgatar o evento desta noite, no qual teve a felicidade de poder fazer o registro do papel histórico do profissional de imprensa, que teve seus momentos de luta, conquistas e travessias na jornada política, principalmente na retomada da democracia no Brasil e com avanços no advento da internet e redes sociais.

“Dessa maneira, ao passar por tudo isso, podemos perceber que a qualidade da comunicação, a notícia chegando onde a pessoa está, permite a sociedade ser melhor, uma sociedade que opina e tem seu ponto de vista, respeitando diferenças partidárias, filosóficas, ideológicas e assim por diante”, enfatizou.

O deputado falou, ainda, que por tudo que representa para a sociedade e pela caminhada que a profissão teve é importantíssimo reforçar o papel dos profissionais de imprensa, sua luta e participação na vida pública, sempre se pautando pela comunicação de qualidade, bom diálogo e combatendo fake news.

“Trazer a boa notícia resgata capacidade, conhecimento e preparo. Por isso, em nome da Assembleia, resgato o compromisso e o respeito desta Casa pela imprensa, a admiração pelo trabalho e a compreensão da dimensão dos trabalhadores da área. As portas estão sempre abertas para o bom debate”, concluiu.

O presidente da Alego, deputado Lissauer Vieira (PSD), também subiu à tribuna para render homenagens ao aniversário da entidade. Ele ressaltou a importância de se valorizar os profissionais de imprensa e apontou a transparência como marca de sua gestão à frente da Casa de Leis.

O presidente disse que saber valorizar os profissionais de imprensa do Estado é saber valorizar a história do Estado de Goiás. “É compreender que através da imprensa se tem informação com credibilidade e a transparência. Eu sei que a trajetória da AGI se confunde com história e com o desenvolvimento do nosso Estado”.

Ainda, aproveitou para parabenizar o deputado Virmondes Cruvinel pela propositura, homenageando os profissionais da área e comemorando o aniversário da Associação. Lembrou também que sua trajetória pública começou como Secretário de Comunicação em Rio Verde, onde foi conduzido pelos profissionais de imprensa da cidade.

“Eu sei a importância de valorizar o trabalho profissional de cada um aqui esta noite, no desenvolvimento e informação de Goiás. É preciso ainda reconhecer o profissional de imprensa que trabalha dia e noite, com transparência, segurança, seriedade e credibilidade. Fico muito feliz de estar aqui em reconhecimento a cada homenageado”, enfatizou Lissauer.

Por fim, o presidente da Casa lembrou da reformulação da TV Alego, que passa por uma reforma geral, para levar mais informação e credibilidade a toda população de Goiás. Ainda, o parlamentar prestou uma homenagem aos servidores que trabalham nos meios de comunicação da Assembleia, como TV Alego e Agência de Notícias.  

“A comunicação também faz parte da transparência que queremos e estamos implementando na nossa gestão. Parabéns a todos os homenageados e a toda imprensa goiana. Boa noite a todos”, encerrou.

 

Presidente da AGI discursa em sessão de homenagem aos 85 anos da Associação

O presidente da Associação Goiana de Imprensa (AGI), Valterli Leite Guedes, subiu à tribuna do Plenário Getulino Artiaga para falar em nome da entidade. Em seu discurso, ele disse que para todos da AGI é um momento de satisfação e alegria poder confraternizar com tantos comunicadores, na Assembleia Legislativa. Mais ainda quando a associação completa 85 anos de existência, tendo sido fundada em 10 de setembro de 1934, na Cidade de Goiás.

“Não somos um País com tradição de liberdade e sim com tradição de autoritarismo, mas sempre existiu a busca por essa liberdade, principalmente pelos profissionais de imprensa. Nossa história é de defesa da dignidade desse profissional, de defesa da liberdade pública, de opinião e informação, que são a essência da democracia”, apontou o jornalista.

Valterli aproveitou ainda para agradecer ao presidente da Casa, deputado Lissauer Vieira (PSD), e ao deputado Virmondes pela homenagem. “Muito obrigado a todos vocês, em nome de todos da Associação Goiana de Imprensa”, concluiu.

Já o historiador e doutor em Agronomia, Nilson Gomes Jaime, representou os homenageados em discurso da tribuna. Ele lembrou que na década de 70, em Palmeiras de Goiás, entre os 8 e 13 anos, um garoto vivia com os braços sujos de tinta fresca do jornal do dia. “Até hoje lembro do cheiro dessa tinta fresca”, disse. Ainda, contou que da mesma cidade que a sua saiu grandes nomes da imprensa goiana como Gercino Monteiro Guimarães (um dos fundadores da Academia Goiana de Letras), Jarbas Jaime, José Luís Bittencourt e Modesto Gomes.

“O que eu não sabia era que naquelas tintas pretas estavam o sangue de tantos jornalistas torturados durante o Regime Militar. Para cada palavra composta em tipos móveis havia dezenas de outras que não foram escritas, fruto do arbítrio e ditames de um regime antidemocrático. Havia ainda palavras impostas. Foi contra todos esses desmandos que surgiu a AGI”, ponderou Nilson Jaime.

Ainda, o historiador recordou que a imprensa goiana teve início com o sonho de dois visionários meiapontences. Em 1829, o presidente da província de Goiás, Marechal Miguel de Moraes, encaminhou ao Governo Imperial a solicitação para instalação de uma tipografia em Vila Boa, Capital da Província. Com o pedido negado, o comandante geral do Julgado de Meia Ponte, Comendador Joaquim Alves de Oliveira, adquiriu, às suas expensas, uma tipografia instalada em Meia Ponte.

“Em 5 de março de 1830 nascia o primeiro jornal de Goiás, denominado Matutina Meiapontense. Era seu editor o padre Luís Gonzaga Camargo de Fleury, meu trisavô. O jornal, de ideário iluminista, circulava três vezes por semana em Goiás, Mato Grosso e Minas Gerais”, relatou.

Por fim, Nilson Jaime disse que neste dia, quando a AGI completa exatos 85 anos, a Assembleia Legislativa homenageia a entidade, além de profissionais de destaque na área, e dá mostra de reconhecer os valores capitais que norteiam a liberdade de expressão e comunicação.

“Em nome do todos os homenageados e de todas as entidades culturais aqui representadas deixo patente nossa satisfação e honra em receber essa homenagem. A todos os deputados que votaram a propositura e à Mesa Diretora o nosso muito obrigado” finalizou.

 

Mesa da solenidade

Compuseram a mesa diretiva: o autor da propositura e o presidente da Casa, deputado Lissauer Vieira (PSD), no exercício da presidência; a secretária de Estado de Comunicação, Valéria Torres da Costa e Silva, representando o Governador Ronaldo Caiado (DEM); o desembargador Guilherme Gutemberg, representando o presidente do Tribunal de Justiça de Goiás, Walter Carlos Lemes; o secretário Municipal de Comunicação, Vassil José de Oliveira, representando o prefeito Iris Rezende (MDB); o representante da Câmara Municipal de Goiânia, vereador Rogério Cruz; Doutor Jales Guedes Coelho, representante da Procuradoria Geral de Justiça; o presidente da Associação Goiana de Imprensa, Valterli Leite Guedes. E ainda, o diretor regional do Senai e superintende do Sesi, Paulo Vargas; o presidente da União Brasileira de Escritores, Ademir Luiz da Silva; o diretor da Confederação Nacional de Turismo, José Osório Naves; o presidente do Clube de Repórteres Políticos, Ulisses Aesse e o ex-ministro do Superior Tribunal de Justiça, Sebastião de Oliveira Castro Filho.

 

Jornal do Vale desde 1975

O JORNAL DO VALE circula desde 1975 na região do Vale do São Patrício em versão impressa, levando à população daquela região cultura, informação, entretenimento, prestando serviços sociais às comunidades e prestando serviços a todos os comércios de todas as atividades dos vinte e nove municípios que representam nossa região.

Os municípios que compõem o Vale do São Patrício: São Francisco de Goiás, Jaraguá, Itapuranga, Heitoraí, Guaraíta, Itaguaru, Goianésia, Rianápolis, Uruana, Carmo do Rio Verde, São Patrício, Ceres, Rialma, Santa Isabel, Morro Agudo, Ipiranga de Goiás, Rubiataba, Nova América, Nova Glória, Itapaci, São Luiz do Norte, Pilar de Goiás, Hidrolina, Guarinos, Barro Alto, Santa Teresinha de Goiás, Uirapuru, Campos Verdes e Crixás.

O jornal circula ainda nos órgãos públicos de Goiânia e possui também o portal online – www.jvonline.com.br

...