noticias / ESTADO / Goianésia e Morrinhos recebem caravana do Goiás na Frente
ESTADO

Goianésia e Morrinhos recebem caravana do Goiás na Frente

Nesta quarta-feira (11), os benefícios do Programa Goiás na Frente chegaram à Goianésia e Morrinhos. A Agência Goiana de Habitação (Agehab) participa da caravana com a entrega de 236 Cheques Mais Moradia, modalidade complemento, em Goianésia, no valor unitário de R$ 5 mil. Em Morrinhos, serão entregues 50 unidades habitacionais do residencial Solar do Bosque.

Em Goianésia a solenidade começou às 8h30 no trevo da saída de Juscelândia. No município, o Governo de Goiás, por meio da Agehab, entregou em 2016, 494 moradias no Residencial Ipês, além de 602 moradias que estão em andamento no Jardim do Cerrado e Setor Sul. São 1096 moradias e cerca de R$ 22 milhões em investimentos do tesouro estadual em habitações de interesse social.

Com recursos do Cheque Reforma, são cerca de 500 unidades reformadas e mais de R$ 1 milhão investidos. Também está em execução a ampliação do Centro Social. Na área de regularização fundiária, o programa Casa Legal trabalha com 725 imóveis em Goianésia. Desta soma, já foram entregues 358 escrituras, gratuitamente. São três bairros sendo atendidos pela Agehab com o programa Casa Legal: Jardim Esperança, Bairro Amigo e Covoá.

Em Morrinhos, o evento começa às 16h, no Ginásio de Esporte Hélio Junqueira. No município 931 unidades receberam recursos para reforma, 680 já foram entregues. Na modalidade construção, são 166 unidades. No total, entre as que já foram entregues e as que estão em andamento, são mais de R$ 4,5 milhões em investimentos do tesouro estadual.

O presidente da Agehab, Luiz Stival, destaca o empenho do Governo Estadual em reduzir o déficit habitacional em todo estado. “A gestão pública estadual tem um compromisso muito grande com a população de Goiás e ele sabe que um dos maiores sonhos das pessoas é a casa própria. O Programa Goiás na Frente mostra que, com planejamento, é possível cuidar do desenvolvimento econômico nos municípios e cuidar da parte social, apoiando quem mais precisa”, salienta Stival.

...