noticias / CONCURSOS / Jovens de 18 cidades disputam o título de Miss Goiás 2017
CONCURSOS

Jovens de 18 cidades disputam o título de Miss Goiás 2017

O concurso de beleza Miss Goiás 2017 elege, nesta terça-feira (18), em Goiânia, a jovem mais bonita, dinâmica, que expresse sua opinião e defenda uma causa. Disputam o posto 18 candidatas de municípios goianos. Segundo a organização, o evento sofreu diversas transformações e busca dar mais valor ao intelecto das competidoras e valorizar o empoderamento feminino.

O diretor geral do concurso, Armando Abranches, explicou que as candidatas passam por diversas entrevistas e desfiles antes de serem selecionadas pelos jurados. Segundo ele, o programa também pede que as concorrentes sejam representantes ativas de alguma causa.

“É importante que ela seja porta-voz de alguma mensagem, que ela possa difundir uma ideia. Ela precisa ter poder no que diz, saber transmitir uma mensagem. Precisam saber se posicionar”, explicou.

Abranches ressaltou que o evento busca valorizar o espaço da mulher e dar poder ao público feminino. Segundo ele, o concurso busca discutir com as candidatas o feminismo e os direitos conquistados pelas mulheres.

“O evento tem como mote o empoderamento feminino. Muitas perguntas são voltadas para questões de igualdade de gênero, por exemplo. A bandeira do feminismo vem sendo erguida constantemente e abordamos o assunto durante as entrevistas com elas”, afirmou.

Conforme o diretor, o concurso passou por diversas mudanças ao longo dos anos, mas a mais significativa, segundo ele, foi a valorização do intelecto das candidatas. Ele conta que as concorrentes não são avaliadas apenas pela beleza.

“Antes, a Miss precisava apresentar uma certa medida de busto, cintura e quadril. Hoje ainda precisa ter harmonia nas formas, mas precisam ser mulheres de atitude, que opinam, que discutem. A maioria das candidatas cursam ou cursaram faculdade e têm trabalhos. Mesmo com pouca idade, precisam ser pessoas a frente, não mais aquele perfil de moça ingênua e imaculada”, avaliou.

O diretor da competição afirmou que as candidatas estão em confinamento desde domingo (16), quando começaram a passar por diversas entrevistas, desfiles e ensaios fotográficos. Nesta terça-feira passam pela fase final, onde desfilam com looks variados e passam pela última prova de perguntas.

“Elas passam por uma bateria de entrevistas. Elas são avaliadas por uma banca técnica de convidados locais e, na última noite, desfilam com as roupas casuais, de gala e os trajes de banho, além de passar por uma entrevista final”, contou.

Segundo Abranches, a vencedora ganha alguns cursos de oratória, etiqueta e operações estéticas. Como representante do concurso, ela é requisitada em diversos eventos e ações sociais.

A Miss Goiás 2016, Mônica França, de 21 anos, revela que o concurso exige que as competidoras assumam papel de exemplo feminino na sociedade. Ela afirma que teve várias portas abertas desde que venceu a competição.

“O universo de Miss é muito mais amplo do que o mundo da moda. Temos que comparecer a ações sociais em abrigos, orfanatos, principalmente em datas festivas. Como Miss, vamos além de representar o papel de embaixatriz da beleza goiana, precisamos mostrar a garra da mulher, difundir a ideia de quebrar padrões, que nosso país precisa ser melhor, ter mais honestidade, transparência e valorizar mais a mulher”, afirmou.

G1

...